sexta-feira, 28 de junho de 2019

"AMERICANTO" ... E Outros Poemas dos Séculos 20 e 21










"Agora, à luz do poema AMERICANTO AMAR AMÉRICA, iniciamos, 
neste bloglivro, a publicação de poemas de nossa autoria, 
escritos sobre a América, inéditos e já veiculados em publicações 
impressas e digitais.  São textos escritos em qualquer tempo, 
e que não figuram no livros dos poemas aqui republicados, 
desde o ano de 2010, até março deste ano.   


Juareiz Correya 

(Recife, junho de 2019) 

domingo, 10 de março de 2019

AMERICANTO AMAR AMÉRICA (Nono Canto, São Paulo, 1972)












"América América doce América 
árvores & bichos pregados nos meus cabelos  
 como poros sexuais multiplicam-se 
  eu sou tua alegria teu corpo teu deus 
& tu me amas orgasmos de esperanças 
luzes tontas na íntima Amazônia 
como os trovões da minha voz 
& os ardentes sonhos paradisíacos 
& teu cansaço febril na minha boca 
       América América doce América"     
                   



________________________________________ 
Reprodução da página (39) do livro 
 AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20,
de Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora, 
Recife, PE, 2010) 



quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

AMERICANTO AMAR AMÉRICA (Oitavo Canto, São Paulo, 1972)








"América América doce América 
meu corpo te pertence flamejante & puro 
nas tuas entranhas me divido  
pasto para as tuas carnes vermelhas 
minha carícias são mágicos jardins edênicos  
& brasílica brisa 
incendiada teu ventre se abre chão partido 
& me engole assim com a cólera de séculos 
paulicéias suicidam-se angustiadas 
nos escritórios & nas ruas com as cordas 
dos próprios músculos antes do carnaval 
& vítimas habituais ferem as suas dores 
no mesmo lugar agreste de águas"    


________________________________________
Reprodução da página (38) do livro  
AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, 
de Juareiz Correya 
(Panamerica Nordestal Editora, 
- Recife, PE, 2010) 


quarta-feira, 7 de novembro de 2018

AMERICANTO AMAR AMÉRICA (Sétimo Canto, São Paulo, 1972)






"América América
teus gritos metem jovens nos meus ouvidos  
de todas as cores & raças mesclados 
irmãos nas ruas largas cantando canções  
me arrastam alegorias 
& países fantásticos de painéis 
armadilhas de anúncios luminosos 
& cavalos voadores & dragões 
& poetas que alimentam-se de bombas atômicas 
& ventres duros de fome 
& choros de crianças guitarras 
& mundos inteiros ansiando a hora 
em que o fogo da minha carne 
destrua os lobos & abutres & porcos 
comedores de cabeças  


_______________________________________ 
Reprodução da página (37) do livro 
AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, 
de Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora 
- Recife, PE, 2010) 

domingo, 19 de agosto de 2018

AMERICANTO AMAR AMÉRICA (Sexto Canto, São Paulo, 1972)











"América 
tuas veias correm lavras vulcânica  
no meu corpo todo possuído  
& pelos meus poros estraçalhados 
entram bandos de sóis argentinos explosivos  
como noites espanholas 
& eu me desespero poeta errante & louco 
sambando & cantando loas africanas  
nas dunas dos teus seios impetuosos 
& vôo com os meus pés alados  
na planície arenosa de púrpura & sal 
para não descansar jamais" 


_________________________________________

Reprodução da página (36) do livro 
AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, 
de Juareiz Correya  
(Panamérica Nordestal Editora 
- Recife, PE, 2010) 

domingo, 17 de junho de 2018

AMERICANTO AMAR AMERICA (Quinto Canto, São Paulo, 1972)






Americanto Amar América
(publicado, em primeira edição, 
no Recife, no ano de 1975)




América 
eu bebo no teu suor correntes 
de petróleo & ouro & loucura 
eu sou um doido & bebo êxtase de tua boca 
licores estranhos & luxuriantes escorrem 
& umedecem-me a pela coberta de ilhas 
dos Andes crispada  
teu abraço carregadoesmagadormultiplo 
como avalanches multi modas coloridas 
vermelho azul tuas pernas monstruosas... 
...............................................................................




______________________________________________
Página (35) reproduzida do livro  
AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20 
- de Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010)

domingo, 6 de maio de 2018

AMERICANTO AMAR AMÉRICA (Quarto Canto, São Paulo, 1972)







Americanto Amar América 
(poema escrito em São Paulo, 
1972, e publicado no Recife 
em 1975) 



(...) 
em todos os espetáculos 
em todas as feiras 
em todas as casas minha carne ardente  
espalhada sobre as estrelas & a gosma 
& os satélites & o câncer 
& os automóveis luxuosos & a carniça 
& os prazeres financiados & a merda 
dos estados unidos  




_________________________________________________
Página (34) reproduzida do livro
AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20 
- Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010)