domingo, 3 de fevereiro de 2013

CANTO A NÓS MESMOS




"Eu disse que a alma não é mais do que o corpo,
 E disse que o corpo não é mais do que a alma."
                                       (WALT WHITMAN)




quando amamos
descobrimos tudo 
a terra a água o ar o fogo 
a natureza as estações os tempos 
e a possível sobrevivência 
de deus e do diabo. 
descobrimos
 os nossos corpos puros
a carne o sangue a emoção 
- sopro permanente da existência. 
somos viva 
e intensa descoberta 
em nós mesmos 
além de nós mesmos 
e pela projeção 
de nossas forças imaginárias. 
tudo vive a beleza existe 
e é em nós que a eternidade nasce. 
somos o princípio único
o universo em pessoa. 
o corpo goza a emoção
e se completa com o outro corpo 
e a alma anima a carne 
unificada com a outra alma.   


.......................................................................................

(Do livreto AMÉRICA INDIGNADA 
Y POEMAS DA ALEGRIA DA VIDA,
de Juareiz Correya 
- Panamerica Produções / Nordestal Editora,
Recife, PE, 1991)


 _________________________________________________
Transcrito do livro AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, de Juareiz Correya 
- Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010