sábado, 12 de dezembro de 2015

AMERICANTO AMAR AMÉRICA : Opiniões de Leda Rivas e Montez Magno





"Nos versos de Juareiz Correya, uma canção de amor desesperada. 
A América lhe dói, como a Espanha doía a Unamuno. 
É parte de sua vida, de sua carne  e de sua alma, 
suga-lhe o sangue, explode em suas artérias, marca, 
cruelmente, os seus passos de poeta." 

(LEDA RIVAS  
- Diário de Pernambuco, 
Recife, 1982) 



"Em Americanto Amar América o seu anti-lirismo é pujante. 
não sendo envolvido por diáfanos e enganadores véus
mas revestido de uma grossa crosta perfurante, 
emissora de sonoridades incomodatícias aos ouvidos 
dos que ainda não se aperceberam que os sons mais comuns 
e constantes do nosso tempo são os das metralhadoras 
e dos tanques de guerra." 

(MONTEZ MAGNO  
- Olinda, 1982) 





____________________________________________________ 
Transcrito do livro AMERICANTO AMAR AMÉRICA
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, de Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário