segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

SONHO VIDA





desperto e completo o dia na noite. 
vivo meus sonhos com os olhos abertos, 
o sono mutila o dia e anula a noite. 
o sono foge as horas em minhas mãos  

- irrealizáveis partículas dos meus átomos, 
  não multiplicadas semanas dos meus corpos, 
  improdutivos meses das minhas vidas, 
  inúteis anos e séculos da cotidiana eternidade - 

o sono estraga todos os sonhos 
e eu sei que, dormindo, não repousamos. 
a vida é energia desperta claro dia  
iluminando a noite mais profunda. 
o sono é morte. 



(Do livreto AMÉRICA INDIGNADA
 Y POEMAS DA ALEGRIA DA VIDA,
 de Juareiz Correya
 - Panamerica Produções / Nordestal Editora,
  Recife, PE, 1991)


___________________________________________
Transcrito do livro AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, 
de Juareiz Correya  
(Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010) 



Nenhum comentário:

Postar um comentário