sábado, 20 de julho de 2013

INTIMIDADE




eu gosto
do teu cheiro de dentro
de dizer que te mato  
de prazer de cansaço 
de perder os meus braços 
navegando em teu mar  

eu gosto 
dessa carne que arde 
mais cedo e mais tarde 
pelos cantos da casa 
de fazer minha rede  
no vai-vem dessas pernas
(no aconchego das coxas)   
de cair de cabeça  
nos segredos da gruta  

eu gosto 
desse gosto mais doce  
que o teu corpo oferece 
 de tanto gozar 
do teu longo arrepio 
dessas voltas do cio  
desse amor sem parar 



(Do folheto AMÉRICA INDIGNADA
Y POEMAS DA ALEGRIA DA VIDA,
- Panamerica Produções / Nordestal Editora,
Recife, PE, 1991)


________________________________________________
Transcrito do livro AMERICANTO AMAR AMÉRICA 
E OUTROS POEMAS DO SÉCULO 20, de Juareiz Correya  
- Panamerica Nordestal Editora, Recife, PE, 2010 

Nenhum comentário:

Postar um comentário